Novo Fies: quais foram as principais mudanças?

Reproduzir vídeo
Reproduzir vídeo
Reproduzir vídeo
Reproduzir vídeo
Reproduzir vídeo
Reproduzir vídeo

Posts Recentes

novo fies

Novo Fies: quais foram as principais mudanças?

O Novo Fies é mais uma das iniciativas propostas pelo governo federal. Através desse programa, os estudantes continuam tendo oportunidades de ingressar em uma instituição de ensino superior particular. 

Desde que o programa foi criado, o Fies passou por várias maneiras de funcionamento. Porém, após os cortes no orçamento que ocorreram no MEC em 2018, o governo obrigou que novas regras fossem seguidas. 

Agora o Novo Fies tem o objetivo de garantir a sustentabilidade, acima de qualquer coisa, para que o programa continue funcionando. Para compreender mais sobre essa modalidade, continue a leitura. 

novo fies

Faça os melhores cursos na Estácio com financiamento do Fies. Confira!

Descubra tudo sobre o Novo Fies

Criado pelo MEC, o programa Fies já passou por várias formas de funcionamento até os dias de hoje. De maneira geral, ele tem o objetivo de ajudar os estudantes a ingressarem em instituições de ensino privadas do Brasil. 

Ou seja, através do Fies, os estudantes de baixa renda realizam o seu sonho de ingressar em um curso superior. Mas desde os cortes que foram feitos em 2018, novas regras foram aplicadas no programa. 

Segundo o próprio MEC, o objetivo dessas mudanças é garantir que o programa continue funcionando de maneira sustentável, diminuindo o risco de inadimplência por meio dos estudantes. 

Então, se você tem interesse em ingressar em um curso superior através desse programa, vale a pena conhecer todas as regras do Novo Fies. Essa pode ser a porta de entrada para realizar o seu sonho!

Quais foram as mudanças feitas no Fies? 

De maneira geral, as regras estabelecidas no Novo Fies começaram a valer para todos os estudantes que firmaram seus contratos no primeiro semestre de 2018. Caso já esteja com seus estudos em andamento, é possível migrar para esse novo programa. 

Vale ressaltar que nem todas as características do programa mudaram. Ou seja, os alunos ainda têm a obrigação de realizar o ENEM para participar do processo seletivo, além de não serem aptos a estudar na modalidade EAD.

As novas regras do Fies dizem respeito à taxa de juros. Além disso, também existem novas normas referentes ao pagamento das taxas, assim como a aplicação da faixa de renda dos candidatos interessados em entrar no curso superior. 

Antes dessas novas normas entrarem em vigor, o prazo de carência dos estudantes era de 18 meses após a graduação. No Novo Fies, os estudantes devem começar a pagar pelo financiamento logo após finalizarem o curso. 

Além disso, se o estudante estiver empregado, o desconto das parcelas é feito diretamente da folha de pagamentos. Vale ressaltar que o valor descontado depende, unicamente, da renda familiar do estudante. 

Caso esteja desempregado, os estudantes ainda devem pagar pelo financiamento de seus estudos. Porém, nesse caso, o valor será parecido com as parcelas cobradas durante o curso. 

Por fim, uma outra característica do Novo Fies, são as novas modalidades de financiamentos. Os estudantes podem escolher entre três categorias, que atendem diferentes perfis. 

Quais cursos fazem parte do Fies? 

Primeiramente, é importante dizer que o programa Fies é válido para os cursos presenciais. Inclusive, uma das regras do Novo Fies é justamente essa: os estudantes não têm cobertura de ensino a distância. 

Além disso, os cursos devem ter um conceito maior ou superior a três no Sinaes, um sistema que avalia a educação dos cursos de nível superior. Sendo assim, todas as instituições de ensino que apresentem essas características, estão incluídas no programa. 

Embora grande parte das instituições de ensino sigam essas modalidades, o MEC informa que existem algumas variáveis. De qualquer forma, é possível encontrar todas as instituições e cursos que participam do programa através do SisFies.

Quais estudantes podem participar do programa Fies? 

Caso tenha interesse em participar do Novo Fies, saiba que existem algumas regras que devem ser preenchidas, são elas: os estudantes graduados e não graduados de todo o Brasil podem participar, desde que tenham uma renda familiar de até cinco salários mínimos. 

Além disso, os candidatos devem ter participado de uma edição do ENEM a partir do ano de 2010, com uma pontuação superior a 450, além de não terem zerado a redação. Caso se adeque a essas necessidades, poderá participar do processo seletivo. 

Por fim, os estudantes beneficiados com o ProUni, podem participar do processo seletivo do Fies. Essa é uma possibilidade graças ao financiamento do valor restante das parcelas de suas mensalidades. 

novo fies

Como funciona o processo seletivo do Fies? 

Agora que você conhece sobre as novas normas do Fies, saiba que a pré-seleção é parecida com a do ProUni e Sisu. Mas no caso do Fies, os estudantes só podem selecionar uma opção de curso. 

Assim que são redirecionados para as vagas disponíveis, os estudantes podem filtrar as opções por localização, turno, curso e instituição de ensino. Dessa maneira, é possível escolher a modalidade que mais atende às suas necessidades. 

É importante ter em mente que, durante o período de inscrição, a nota de corte muda diariamente. Além disso, os estudantes podem mudar o curso escolhido a qualquer momento, até que as inscrições sejam encerradas.